Black Friday 2018 muda hábitos de compras dos brasileiros

Importada dos EUA, país, no qual faz enorme sucesso, a Black Friday, vem mudando os hábitos de compras dos brasileiros. Isso porque, colocou o mês de novembro definitivamente no calendário das compras. Além disso, há previsão, que a data, futuramente supera em número de vendas, as compras de natal.

Dentro deste cenário, é possível afirmar que, o perfil de compras durante a promoção, é de consumidores antecipando as compras natalina. É o que revela, levantamento feito pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), no qual apurou que: “33% das compras na Black Friday sejam pessoas antecipando as compras de presentes de Natal”.

Como já demonstrado em edições anteriores, os smartphones continua sendo um dos itens mais comprados na Black Friday, a lista se completa com itens de informática, eletrodomésticos, eletrônicos e moda e acessórios.

Além disso, algumas categorias de nicho, vem ganhando destaque nas ultimas edições. É o caso do setor de viagens. No período da Black Friday, agências de viagens e companhias aéreas, percebem um aumento nas buscas por promoções de serviços como: Pacotes de viagens, passagens aéreas e reservas em hotéis e pousadas.

Comércio online domina a preferência dos consumidores para as compras na Black Friday

Entre os dias 22 e 23 de novembro, estima um volume de vendas em torno de  R$ 2,87 bilhões no comércio online, segundo a mesma pesquisa da ABComm. Com isso, 2018, baterá o recorde de vendas em relação a edição do ano passado. Vale lembrar que, a cada edição, o volume de vendas, só tem aumentado.

Entre os fatores que levam consumidores a preferir cada vez mais, as compras online estão: preços menores e os descontos mais significativos (motivo citado por 54% dos entrevistados). Frete grátis (30%), possibilidade de parcelamento (8%) e variedade de produtos (7%). Esses dados, já são de um levantamento feito pelo Google em parceria com o IBOPE Conecta.

Mas, nem tudo são flores durante a promoção, as queixas de promoções falsas, produtos esgotados, falhas ao efetivar as compras e sites fora do ar devido ao pico de acesso, ainda são muitas. Apesar disso, diversas medidas tomadas pelas principais lojas, bem como, a atuação do PROCON, juntamente com sites de reclamações, vêm reduzindo esses contra tempos. Os resultados são percebidos, nos números de vendas, no aumento da confiança dos consumidores com a data, bem como sua popularização.

Oportunidades de compras no dia seguinte a Black Friday

Para atender o grande volume de clientes, tanto no e-commerce, quanto nas lojas físicas, grandes redes investem muito na quantidade de itens em estoques. Apesar de muitos produtos serem os mais populares, há também algumas apostas e lançamentos, que não chegam a vender tanto durante a promoção.

E, por incrível que pareça nos dias seguinte a Black Friday, é possível encontrar produtos até mais em conta que na própria promoção. Por isso, vale a pena reservar parte do orçamento para as compras pós promoções. Isso também acontece nas liquidações realizadas depois do natal, bem como o saldão de janeiro, quando lojas como o Magazine Luiza e Casas Bahia, promovem uma grande queima dos seus estoques.

Como fugir da Black Fraude

As fraudes e promoções maquiadas, ainda é um grande fantasma que permeia a promoção. Tanto que, em suas primeiras edições, o evento ficou conhecido como “Black Fraude”. Ou seja, muitas lojas, inflavam seus preços com objetivo de oferecer uma fala promoção.

Monitorar a evolução de preços de um determinado produto, não é uma tarefa tão simples. Afinal, somente na web, existem centenas de lojas, oferecendo preços diferentes para o mesmo item.

Já existem diversas ferramentas que auxiliam consumidores na hora das compras. Alguns apresentam uma lista dos preços médios cobrados nos últimos 30 dias, já outros apresentam a melhor oferta.

Um exemplo, é a extensão Black Friday de Verdade, disponível para uso no navegador Google Chrome.

Como funciona a Black Friday de Verdade? Após baixar e instalar a extensão em seu navegador o aplicativo já fica ativo. Ao entrar em uma loja e clicar em um produto, automaticamente é feita a comparação de preços com outras empresas monitoradas.

O número de lojas participantes da Black Friday, não para de crescer, mas o aplicativo, consegue oferecer um monitoramento de preços dos principais e-commencers, entre eles:

Magazine Luiza, Casas Bahia, Americanas.com, Centauro, Netshoes, Submarino, Ponto Frio, Marabraz, Mobly, Havan, HP, Polishop, Girafa, Natura, Avon, O Boticário e Sephora.

Promoção Lojas Colombo