Foto: pixabay.com

Dia das Mães

Pesquisa Personalizada

Um dia dedicado somente a elas, as mães. Uma figura tão onipresente na vida da maioria dos filhos, e, considerada por muitos, como o amor mais incondicional do mundo. O Dia das Mães, data comemorativa realizada sempre no segundo domingo de maio, demonstra toda a força da figura materna, também nos números do varejo.

Isso, porque, a data figura tradicionalmente como a segunda melhor data do varejo brasileiro. Em número total de vendas, fica somente atrás do Natal, e mais recentemente, disputando espaço com a Black Friday.

Quando se alia um grande valor afetivo em uma data comemorativa, é possível perceber, a importância da figura materna nos lares brasileiros.  Ou seja, considerando as principais datas sazonais de compras, pela ordem vem o Natal, Dia das Mães, *Black Friday, Dia das Crianças, Páscoa e, por fim, Dia dos Pais. Isso, só demonstra a preocupação dos filhos na hora de escolher um presente perfeito, não se importante com o valor.

*A estimativa para os próximos anos, é que a Black Friday, data de compras importada dos Estados Unidos, venha a solidificar na segunda posição, ou mesmo tomar a liderança em vendas no varejo.

Mas, não é somente no Brasil, que o Dia das Mães, tem sua importância que mescla emoção, afeto e presentes. Ela é comemorada em praticamente dos os países, salvo algumas exceções.

O Surgimento do Dia das Mães

Homenagear as mães remonta a Grécia antiga, quando no início da primavera, eram feita celebrações em homenagem a deusa Rhea, a mãe de todos os deuses.

Mas, a data ganhou mesmo relevância, como uma data comercial, ou seja, o comércio percebeu nela, uma grande oportunidade de alavancar as vendas.

O Dia das Mães, como tal conhecemos hoje, foi uma iniciativa e esforço de uma única mulher. Trata-se de Anna Jarvis, um norte americana, que após a morte de sua mãe, lutou para que houvesse uma data dedicada somente as mães. De inicio a ideia era que essa data, todos os filhos se juntassem e passassem o dia ao lado de suas progenitoras.

Sua luta e dedicação foi recompensada, tanto que, em 1914, nove anos após a morte de sua mãe, o segundo domingo de maio, foi oficializado como feriado e data comemorativa nos Estados Unidos.

A data no Brasil

O Brasil, não perdeu muito tempo, e já em 1932, por meio de um decreto lei do então Presidente da República, Getúlio Vargas, passou a comemorar o Dia das Mães, tendo o segundo domingo do mês de maio, sua data oficial.

Por aqui, a data já nasceu com um apelo totalmente comercial, pois o varejo precisava de uma grande data comemorativa, para alavancar as vendas do primeiro semestre, e assim, movimentar toda a cadeia produtiva do país, haja visto, que somente havia o natal, como uma grande data de compras. O Dia dos namorados surgiu no pais em 1948, o Dia dos Pais em 1953 e Dia das Crianças em 1955**

** O Dia das Crianças como é conhecido até hoje, começou a ser comemorado entre os anos de 1955 e 1960, por iniciativa de duas grandes empresas. A Johnson & Johnson em parceria com a Brinquedos Estrelas, lançaram a Semana do Bebê Robusto, comemorada sempre no dia 12 de outubro. Mas, a data surgiu bem antes no Brasil, Quando em 1924, foi oficializado o Dia das Crianças, comemorada no dia 5 de novembro. 

A figura materna na configuração Socioeconômico do país

O pai da Psicanálise, Sigmund Freud, estudou exaustivamente a importância da figura materna. A igreja Católica, bem como outras religiões, dá um significado celestial à maternidade, mas, são os aspectos sociais, que relevam em parte, o porquê, o Dia das Mães, é uma data mais relevante em relação ao Dia dos Pais. Abaixo segue alguns números:

16% ****dos lares brasileiros, algo em torno de 11,6 de famílias, são composta apenas pela figura materna. Já, quando o assunto, são famílias chefiadas por mulheres, ou seja, há a presença do cônjuge, mas a mulher é reconhecida como responsável pela família, esse numero salta para 40%***** dos lares.

****Levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2015.
***** Levantamento feito pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, em 2017.

Dicas de presentes para o Dia das Mães

Como percebemos nos números acima, a configuração familiar, vem mudando nos últimos anos. Por isso, é impossível querer enquadrar todas as mulheres dentro de um mesmo perfil.

Mesmo que haja uma parcela considerável de mães, que dedicam aos afazeres domésticos, muitas está não só, inseridas no mercado de trabalho, como, são responsável financeira e administrativamente por suas famílias.

Há mães de diferentes perfis, que inclui: idade, profissões, religiões, visão de mundo etc. Ou seja, nem todas vão querer ganhar um eletrodomésticos como presente, mas, também, não dá para desconsiderar aquelas que gostam desses utensílios.  O mais importante na hora da escolha, é respeitar o perfil de cada mãe, escolher algo com carinho, pois o que mais importa, além do presente, é a demonstração de amor, e reconhecimento de toda a sua dedicação na formação dos filhos.

Dia das MãesDia das Mães18 de abril de 2018Davi de Sant AnnaO Dia das Mães, data comemorativa realizada sempre no segundo domingo de maio, demonstra toda a força da figura materna, também nos números do varejo. Davi de Sant Anna

O Dia das Mães, data comemorativa realizada sempre no segundo domingo de maio, demonstra toda a força da figura materna, também nos números do varejo.